quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O mar


Muita água e vida...
não sinto medo...
gosto do mar...
mas não acho tão grande...
o céu é maior...
e mais bonito.
Prefiro as estrelas.
O mar me deixa...
parada com...
sua imensidão de água...
como pode tanta água...
tanto equilíbrio.
Quem pode com o mar...
as ondas tem...
um magnetismo...
que te deixa hipnotizado...
são sempre diferentes.
Quem pode com o mar.

[Autora:Rufina Lima Mesquita]

22 comentários:

Agulheta disse...

Olá Rufina!
Olha como adoro o mar,esta poesia fala tal e qual ele é,imponente e imenso,que nos deixa hipnotizado.
Beijinhos
Lisa

Eliane disse...

Querida amiga!
Linda postagem!
O mar,o céu,as estrelas,tudo que eu amo!
Beijinhos com a imensidão do meu carinho!

Telmo disse...

O mar para mim é vida não consigo estar muito tempo a viver longe dele ou sem o sentir perto,o céu e as estrelas dão-nos paz devido á sua beleza e imensidão que é maior que a do mar, belas palavras sentidas, bom final de semana, bjs.

Maria José disse...

Rufina. O mar impressiona pela grandiosidade, pela visão do nada à sua volta, a não ser água. A natureza é linda e ao mesmo tempo, assustadora. Amei o poema. Beijos.

walter disse...

Olá... tudo jóia?
Você me fala do mar... e eu perdido que sou por ele, ganho asas de gaivota quando minha vista o alcança...
Ele me prende e hipnotiza (como você falou), ele é estrada que une e não separa, é coração gigantesco a pulsar de vida, é vida que nos dá vida...mas também cólera enraivecida...
Por tudo isso, me fascina e respeito...
Pronto...! Já me deixou com saudades do mar, lá tenho que ir para Sesimbra...rsrsrs
Mando beijos na próxima onda...

Nely disse...

Olá amiga.
Bonita imagem!
Amo o mar e embora às vezes atemorize, também me trás imensa paz.
Muitas vezes fui sonhar junto a ele...
Muitas vezes fui gritar junto COM ele...

Beijo de aquém-mar!

Isabela Lennon disse...

Sou apaixonada pelo mar.
Quando estou perto dele sinto tudo tão mais pleno!

Adorei a imagem do post, muito linda =)

Mariana disse...

Acho lindo o mar, ele me encanta, mas eu o respeito muito.
Belo o teu poema.
tenhas um final d semana iluminado.
bjs

PCR disse...

O mar...essencial mas por vezes tao destruidor...

prefiro o azul do céu, a magia de um éu estrelado...

beijo

Maria José disse...

Rufina. Passei aqui para regar a nossa amizade. Beijos e ótimo final de semana.

GEEL - Grupo Espírita Esperança e Luz disse...

Quando estou diante do mar é como se viajasse pra além das fronteiras, consigo transpassar barreiras, só pensar em coisas boas, na verdade o mundo parece bem melhor diante de toda aquela imensidão.
Beijos!!

Canduxa disse...

Olá Querida Amiga Rufina,

O mar e o céu se tocam e se tornam num só. Adoro olhar o mar e contemplar os barcos que navegam calmamente nas suas água….mas tenho muito respeito. Por isso o céu é o meu preferido e posso contemplá-lo de dia, cheio de sol, e à noite cheio de estrelas a brilhar.

Beijinhos de luz e cheios de carinho

Carolina Arêas disse...

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, que é preciso, pá
Navegar, navegar

Chico Buarque

AFRICA EM POESIA disse...

Minha amiga
O regressar a casa é felicidade.
Sentir o vosso apoio ainda melhor.
Começo a escrever devagar mas depressa vou estar a 100% tenho certeza
Para ti o meu carinho

EVELIZE SALGADO disse...

Encontrei aqui o marzão que eu AMO. Lindo texto, lindo mar.
Acho que meu coração bate por lá....
Bjsssssssss

Elisabete Tavares Affonso CRT 44107 disse...

oi querida obrigada por tua doce visita tenha uma semana maravilhosa!!!beijinhos

AFRICA EM POESIA disse...

RUFINA

já cheira a NATAL...
Um beijo


Deixo as minhas mâos

MÃOS


Mãos...
Trémulas
Cansadas...
Mãos que esperam...
Por algo que não vem...
Mas esperam...
Pacientemente...
Porque...
Mesmo cansadas...
Afagam...
E acarinham...
E estão à espera
Que venhas...
Porque estão cansadas...
De esperar...
E de sofrer...
E querem...
Com muito carinho...
Dizer-te baixinho...
Vem e deixa-me...
Acariciar-te!...

Lili Laranjo

O Profeta disse...

Lembrarás tu que as manhãs
Acordam da tua luz fugidia
És esperança de perdida estrela
Quem recolhe a dor em Deus confia

Assombração que o luar esqueceu
Nas margens de um lago azul
Hoje passou a voar por mim
A última garça a caminho do sul

Era alva como a espuma do mar
Graciosa como mulher feliz
Voava de encontro ao vento
Com olhar brilhante de petiz


Boa semana


Mágico beijo

*Lisa_B* disse...

Querida amiga,
obrigada pela sugestão no aniv da m/filha :-) dei amor e amor e ela adorou e chorou:-) de alegria claro.
O seu poema é lindo tal como o céu e a força que nele contem me lembra o poderoso mar que embevece ou assusta...
Beijinhos com carinho

Maria José disse...

Rufina, minha amiga. Quero agradecer-lhe as palavras carinhosas deixadas em meu blog e a força e estímulo para continuar a minha jornada sem a presença física de minha filha. Às vezes, quando a dor da ausência machuca e a saudade sufoca, caio, mas logo me levanto, sabendo da importância de estar bem, para o bem dela. Agradeço a sua amizade e para demonstrá-la, vou citar algumas palavras de Marcial Salaverry, as quais, dedico a você.
“Com toda a certeza, a amizade mostra sua beleza, quando é bem vivida e bem sentida...
Estejamos longe ou perto, ela está sempre viva, decerto...
Na amizade, o importante não é ser importante...
O que realmente conta, é dar a devida importância àqueles que se importam com você.
Numa amizade, o que conta é a sinceridade daquilo que sentimos.
Assim, uma amizade será sempre real...
E falando sobre a amizade, que sobre amizade entre nós...”
Beijos, amiga e fique com Deus.

BC disse...

Olá Canduxa, e mar é mesmo comigo, como eu amo o mar as ondas a brancura o azul, tudo!!!
Beijo
Isabel

*Adriana* disse...

Sim, linda amiga, quem pode com o mar?
Mas diferente de ti, eu o temo.

abçs carinhosos
Adriana