quarta-feira, 13 de maio de 2009

Caminhada

Não se faz a caminhada sozinho. Há outros caminhantes ao nosso lado. Há cantos de alegria e lamentos de dor que chegam aos nossos ouvidos. São os companheiros que se unem ao nosso destino. Juntos nos entreajudamos. Enxugamos o suor de muitas frontes e palavras de coragem, de compreensão e de perdão chegam aos nossos ouvidos. E um Peregrino misterioso vem se associar ao nosso caminhar. Juntos olhamos para horizontes com gosto de amanhã.

Nada mais belo do que a solidariedade. Sentir-se só na caminhada da vida pode ser desesperador. Saber que existem rostos amigos, mãos que esperam nossas mãos, que juntos descobriremos caminhos novos e que juntos novas portas abriremos é extremamente consolador.

(do livro No Jardim da Sabedoria - Almir Ribeiro Guimarães)

5 comentários:

Canduxa disse...

É verdade minha Querida amiga
O caminho é feito com todos aqueles que precisamos de encontrar para podermos evoluir.
Dar a mão, escutar, sorrir para todos aqueles que desesperados caminham sozinhos sem saber para onde.
Fez-me lembrar o Caminho de Santiago, em breve postarei nova etapa, onde vivi momentos únicos de partilha, amor, aceitação e solidariedade.
Todos juntos somos UM, não é verdade?
Meu beijinho de luz
canduxa

Eliane Santoro da Costa disse...

Lindo post querida amiga!
Juntos temos condições de levantar o outro quando ele cai e desanima.E às vezes somos nós que desanimamos.

Beijins de luz!

Canduxa disse...

Querida Amiga,
Vim agradecer a visitinha às minhas receitas. Vou tentando colocar receitas variadas pois tenho amigos que também são vegetarianos....e eu adoro cozinhar qualquer coisas. Opto sempre por coisas simples e rápidas!
Ah, esqueci de dizer que a sua imagem deste post é lindíssima.
Muitos beijinhos e muita luz
canduxa

Princesa disse...

Lindo seu blog
gostei da caminhada
obrigada pelo apoio Um beijo grande. Bom fim de semana

PCR disse...

Não é verdade...mas de certeza que há muita gente nessa situação, infelizmente.
Mas por vezes estamos tao tristes e desesperados que nao conseguimos escrever sobre o que gostamos...
Há dias assim...

bjinho